Cartão Alaluchi 

Colorido e literalmente cheio de vida!
O cartão Alaluchi é encantado e cheio de significados para manifestar seu propósito nesse mundo!

Cartão Alaluchi

 A base da forma do cartão foram as típicas bandeiras brasileiras da Festa de São João e o Tanzaku do Festival Japonês Tanabata.

De uma cultura trazida da França para o nosso país, no começo, faziam-se bandeiras grandes e enfeitadas com as imagens dos 3 santos do mês ( São Pedro, Santo Antônio e São João).

Essas eram mergulhadas em água, em um processo conhecido como lavagem dos santos, com o intuito de ungirem a água na qual as pessoas seriam molhadas depois como forma de purificação.

As bandeirolas sempre tocaram o meu coração desde criança e, apesar de o Alaluchi não ser um santo em si, espero que ele ajude a colorir e purificar a vida das pessoas que cruzarem com o nosso caminho, conectando-as novamente com a divindade que vive dentro delas mesmas.

No Japão, há mais de 1.150 anos existe uma festividade de celebração de uma lenda muito antiga.

Essa lenda retrata a paixão de uma princesa celestial chamada Orihime ( representada pela estrela Vega) que fazia uso de seu tear por um humano que conduzia um boi à sua frente ao longe
( representado pela estrela Altair do outro lado da galáxia).

Com o consentimento do Deus, pai de Orihime, ambos se casaram, porém falharam com suas tarefas por se envolverem demais em sua paixão. Por isso, o mesmo os puniu, separando-lhes para voltarem aos seus afazeres, permitindo que se vissem apenas no sétimo dia do sétimo mês.

O Tanabata Matsuri ( Festival das Estrelas) é a celebração simbólica do dia em que esses amantes se reencontram no céu e comumente traz feixes de bambú aonde as pessoas podem escrever seus próprios desejos em papéis coloridos e amarrar em suas hastes.

Estes papeis são chamados Tanzaku e, ao fim do dia, são queimados com a finalidade de terem seus pedidos enfiados aos céus através da chama.


 

f7e1204e-b6e9-4a22-babf-fc8609ea2b84_edi
77beaaff-1ca4-4163-b267-bee859dc876b_edited.jpg

O cartão possui a opção de você escrever ou desenhar seu
sonho atrás, além de ter um furo em forma de fechadura representando a entrada da porta dos céus, no qual, a pessoa pode passar um cordão e pendurá-lo em local de escolha própria.

Ele é composto de Papel Semente com sementes de margarida,
por isso, quando seu sonho tiver se realizado ou para ajudar a se concretizar, seu possuidor poderá molhá-lo, picá-lo e plantá-lo num vaso ou chão para ver as flores crescerem!









Quero que o Alaluchi seja um facilitador para a concretização dos sonhos das pessoas, por isso, inseri nele este pequeno ritual simbólico.

Pois, assim como podemos entregar nossos sonhos ao Universo,
os frutos deles serão concretizados aqui na Terra.

 

Camada Superior 
Com a fechadura da Chave do Céu e um coração com três pares de Asas, fazendo referência à classe de Serafins, os anjos mais próximos de Deus.
Junto com a apologia à São Pedro, temos a invocação da energia do Arcanjo Metatron

Que se Faça Luz!
Frase Alaluchi que nasceu da mesma energia de criação referida na Gênesis bíblica.
Luz é consciência sobre a escuridão. 
Logotipo com tudo o que me representa e redes sociais ativas.

Camada Inferior
Estrelas de referência ao Tanabata: Altair e Vega se encontrando no céu visível ao homem.

Cores Rosa e Verde
Referência ao chakra Cardíaco (Anahata)
O Alaluchi representa a sabedoria que cultivamos com o nosso coração.

Parte de Trás do Cartão 
Representa o mundo Terreno, material com a energia viva da natureza.
É aqui que você pode semear o seu sonho e deixar em algum lugar à vista.

Ele será cultivado conforme você se comprometer em ouvir o que seu coração sussurra em comunhão com seu Espírito.

Cartão Frente e Verso sem borda.jpg

Gostou?

Você poderá receber o seu fazendo a compra de algum produto da Loja da Bruxa! 

Se quiser, tire foto do seu sonho escrito e mande para nós expormos!!!

Vamos sonhar juntos!!!

Que se faça luz! Alaluchi!